quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

O analfabeto que aprendeu três idiomas sonhando.

Menino pobre de apenas sete anos aprendeu japonês, inglês e alemão, sonhando com meninos estrangeiros. 

A história é a seguinte, o jornalista Maurício Kubrusly contou em sua coluna Conta, Kubrusly! na Rádio CBN que estudou o caso de um menino pobre e analfabeto, que na época tinha só 7 anos de idade, no interior de Minas, que aprendeu a falar três idiomas de um dia para outro.

Segundo Kubrusly, o caso começou em um dia que o menino, que normalmente mendigava sobras de comida nas casas, estava comendo no prato que recebeu de uma empregada nos fundo de uma residência, quando a dona da casa chutou o prato e o expulsou aos berros. Traumatizado, ele fugiu correndo, entrou em sua casa aos prantos e foi dormir. Pois naquela noite, os "três meninos" o visitaram no sonho. Cada um falando um idioma estrangeiro.
Na manhã seguinte, ele contou à sua mãe que "três meninos" vieram falar com ele em sonho. Aprofundando na conversa, a mãe acaba descobrindo que um menino falava japonês, o outro inglês e outro alemão. E isso foi acontecendo diariamente, com o menino contando as histórias dos três visitantes de seus sonhos. Nos idiomas de cada um. E ele não sabia que estava falando inglês, japonês e alemão. Logo a estranha história se espalhou pelo bairro.

O que a mãe pensou? Que o menino teve um Estalo de Vieira e ficou inteligente de repente? Não, longe disso. Imaginando que talvez o menino estava "encapetado", levou ao padre da igreja local reclamando que o menino ficava falando coisas estranhas e explicou a situação.

Por coincidência, o padre era alemão. Aí ele falou com o menino em alemão e o menino respondeu. Então, ele confirmou para a mãe que o menino falava e entendia alemão.
Com o passar do tempo, o menino passou a escrever no muro da casa dele nas três línguas. Embora ele fosse analfabeto em português.

Kubrusly conta que tudo isso ele checou lá na cidade do garoto, que se chama Evaldson Bispo dos Santos e mora em São Francisco/MG, uma pequena cidade às margens do Rio São Francisco.

O apelido Galinha Tonta ele recebeu dos garotos na sua infância por ser vacilante, não responder as coisas diretamente, enfim, não parecer possuir muita agilidade mental. Pois Kubrusly testemunho que o menino realmente escreve nos três idiomas. Aí o repórter resolveu ir mais longe. Levou Evaldson até o Bairro da Liberdade, em São Paulo, o maior reduto de japoneses da cidade, e deixou que ele conversasse com japoneses de lá. Depois os nipônicos confirmaram que Evaldson, embora houvesse alguns erros, estava de fato falando japonês.
video


Hoje, ele possui até um site e recebe doações para sua escola de idiomas para crianças carentes. Segundo o site Galinha Tonta, Evaldson já falou japonês até com o imperador Hiroito, do Japão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário